Comunidade Canção Nova

Como surgiu

 

No final do ano de 1975, o Papa Paulo VI conclamou os católicos à evangelização através da Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi. Na ocasião, o então bispo da diocese de Lorena, Dom Antônio Affonso de Miranda entregou o documento ao padre Jonas Abib e disse para que ele começasse com os jovens.

 

Padre Jonas, então, a partir de 1976, organizou encontros chamados“Catecumenatos” – um curso de catequese para jovens. Dessa forma, começava acontecer aquilo que  dizia o documento apresentado por Dom Antônio Affonso de Miranda: “Tocados pela graça, descobrem, pouco a pouco, o rosto de Cristo e experimentaram a necessidade de a Ele se entregar” (EN, n. 44). Movido por uma inspiração, padre Jonas lançou um desafio aos jovens: “Quem está disposto a deixar sua casa para viver em comunidade e trabalhar pela evangelização?” No dia 2 de fevereiro de 1978, um grupo de 12 pessoas começava a fazer esta experiência. Aí nascia a Comunidade Canção Nova, na cidade de Lorena (SP).

Em 12 de outubro de 2008, a Comunidade Canção Nova foi reconhecida pela Santa Sé como Associação Internacional Privada de Fiéis, o que atesta sua autenticidade cristã-eclesial, aprova seus Estatutos e confirma sua trajetória de comunhão com a Igreja Católica.

Com presença em diversos estados do Brasil e no exterior, a Comunidade Canção Nova tem a missão de evangelizar, comunicar Jesus e a vida nova que Ele veio trazer, pelos Encontros e, de maneira preferencial, mas não exclusiva, através dos meios de comunicação social. Ela atua também nas áreas da educação, da saúde, das artes, da cultura e da promoção social, com o objetivo específico de contribuir concretamente na transformação do ser humano e das estruturas sociais. Sua finalidade é a formação de homens novos para o Mundo Novo, através da evangelização, de modo a preparar e apressar a vinda gloriosa do Senhor.

 

Para mais informações, acesse: http://comunidade.cancaonova.com

↑ topo